Livro Perdido – Os Segredos de Wintercraft

Sabe aquela sensação de quando você está ouvindo qualquer música porcaria na rádio e muda pra um Frank Sinatra? Mesmo quem não manja de música percebe claramente a diferença entre alguma coisa mais ou menos e um material acima da média, ainda que possa não ser seu gênero preferido. Ler “Livro Perdido” é semelhante a isso: um texto mais bem escrito que o comum, ainda que numa trama que não traga assim uma supernovidade literária.

bussola_segredoswintercraft1 Primeiro volume da série “Os Segreds de Wintercraft”, a trama apresenta os últimos sobreviventes da família Winter – a garota Kate e seu tio, Artemis. Eles moram na ilha de Albion, num tempo em que a magia ainda é bastante forte (apesar de não ficar claro, por enquanto, se é um futuro apocalíptico ou um passado bizarro). E isso é algo que a protagonista sabe na pele: seus pais foram levados muitos anos antes pelos soldados comandados pelo Conselho Superior, a entidade que governa a ilha, sempre em guerra com o continente.

Kate ainda não sabe, mas é uma integrante dos Dotados, grupo de pessoas que consegue enxergar no véu que existe entre a vida e a morte. Sua família faz parte de uma linhagem poderosa que pode dominar o Wintercraft, um livro sagrado que traz o conhecimento necessário para que quem estiver de sua posse seja quase invencível. E é a maligna Da’Ru quem está com ele agora, depois de profanar um túmulo dos Winter para isso.

Sob as ordens dela, mas tentando se livrar da maldição em que a feiticeira o colocou, Silas Dane é um implacável comandante dos exércitos do Conselho Superior que vê em Kate a chance de ser um homem livre novamente. É ele quem, por motivos próprios, acaba acompanhando a trajetória de Kate rumo ao autoconhecimento necessário para salvar a si própria, seu tio, seu grande amigo Edgar, e talvez, todos os que vivem em Albion.

O texto detalhado de Burtenshaw é capaz de levar o leitor até Fume, a cidade que já foi um cemitério e onde a trama se desenrola. São também as palavras dela que iniciam quem se aventura pelas páginas na magia do Wintercraft e em tudo o que Karen vai precisar aprender para lidar e sobreviver com seus recém descobertos poderes. E é uma delícia imaginar na sua frente as rodas dos espíritos que direcionam os visitantes da Cidade Inferior. Isso sem contar a inversão que a autora faz no caráter de um personagem, lembrando a todo mundo que as pessoas não são necessariamente aquilo que aparentam ser.

A série já tem seus outros dois livros publicados: Guardiões Sombrios e Véu da Morte, que também saíram pela Rocco.

 

Livro Perdido – Os Segredos de Wintercraft
Jenna Burtenshaw
296 páginas
Rocco

Comente: