A Maldição do Titã

bussola_maldicaodotitaE lá vamos nós para o terceiro livro da saga de Percy Jackson, esse adorável meio-sangue que adora comidas azuis. Devo dizer que ler as graphic novels é, obviamente diferente, pra dizer o mínimo, do que ler os livros (ainda não vi os filmes, então não posso dar opinião). Sei lá, não é do jeito que os personagens foram retratados nos quadrinhos que os vejo no livro, e isso pode ser um pouco frustrante. E resolver passagens intrincadas da história em duas páginas com oito quadrinhos cada não ajuda. Ainda assim, é uma ótima forma de introduzir o leitor que não conhece Rick Riordan no mundo da série.

Percy, Annabeth, Grover e Thalia estão em missão. No Maine, procuram por um casal de irmãos órfãos, Bianca e Nico di Angelo. Todos quase são pegos por um manticore, mas Ártemis e suas caçadoras chegam a tempo de salvá-los. Assim que toma conhecimento da situação porém, a deusa decide seguir sozinha atrás da criatura para capturá-la e mostrá-la aos deuses, a fim de mostrar que a guerra com Cronos não é blefe. O grupo se separa e os garotos devem seguir com os órfãos para o Acampamento.

Lá chegando, Zoe, uma das caçadoras, tem a confirmação de um sonho, em que sabe que Ártemis foi sequestrada e é mantida refém pelo titã. Quíron bota mais lenha na fogueira e lembra que o conselho dos deuses se aproxima e ninguém vai decidir nada sobre os preparativos para a guerra com exército de Cronos se ela não estiver presente.

Motivados também por uma busca pessoal, Percy e Grover seguem as meninas de Ártemis para tentar resgatá-la. No caminho, ótimas e representativas batalhas no Museu de História Natural de Washington (lutando contra o leão de Neméia), no Ferro-Velho de Hefesto e em Hoover Dam, ao mesmo tempo que acontece a descoberta de que os órfãos também estiveram no Hotel Cassino Lótus, em Las Vegas, mas que podem ter permanecido lá por algo como 70 anos. A profecia, que paira no ar desde o primeiro livro, e que já teve uma reviravolta no segundo, agora ganha mais tempero.

E entre a figura de Atlas, um ofiotauro, dragões e afins, fãs ardorosos podem ficar com a máxima de Atena: “Os defeitos mais perigosos são aqueles que, com moderação, são qualidades”.

 

A Maldição do Titã
Rick Riordan (Adaptação de Robert Venditti)
Intrínseca
128 páginas

Comente: