Contos de Lugares Distantes

Uma amiga já tinha me dito que Shaun Tan era incrível. Eu sabia que a dica era boa, mas me surpreendi muito com esse “Contos de Lugares Distantes”. Se fosse pra descrever em uma só palavra o título, seria, com certeza, “tocante”.

Não dá pra explicar. As pequenas histórias, que parecem não se falar entre si, são ao mesmo tempo estranhas e comoventes, inspiradoras e até reconfortantes. E as ilustrações são tão lindas, mas tão lindas, que ganham de cara um lugar no coração de quem lê/vê.

Fiquei pensando aqui em qual conto foi o meu favorito, e não dá pra escolher. “Eric”, sobre um intercambista diferente; “O Velório”, com muitos cães e um humano desprezível; “História do Vovô”, com uma linda analogia de um relacionamento duradouro…, todas são absolutamente perfeitas. E feitas para serem lidas várias vezes, em diferentes momentos da vida.

E se nem todo esse texto de quem gamou no livro for o suficiente pra valer uma folheadinha na livraria (ó, o Neil Gaiman também adora o autor), vale dizer que a disposição dos textos nas páginas é muito diferente do que a gente está costumado, despertando a curiosidade dos pequenos.

 

Contos de Lugares Distantes

Shaun Tan
104 páginas
Cosac Naify

Comente: