“Princesinha Medrosa”

aprincesinhamedrosa_capaCom traços delicados e texto simples, história mostra uma princesa cheia de medos

A personagem do livro “A Princesinha Medrosa” muda a vida de seu reino com ideias absurdas, mas é fácil se identificar com seus medos, justamente suas principais motivações (como o título já dá a entender). A solidão, o escuro e a pobreza afligem a garotinha que, como tem poder, acaba criando regras para tentar prevenir que estas coisas “temíveis” aconteçam. Por exemplo, exige que o sol passe a brilhar o tempo todo, sem descanso, e que as pessoas trabalhem mais para que nada falte ao reino.

Mas, ainda sim, como as supostas soluções estão “fora” dela, continua sentindo muito medo, até conhecer um garotinho que a apresenta às estrelas que existem na própria imaginação. Neste momento acontece a “virada” da personagem, quando ela percebe que há algo dentro dela, muito simples, capaz de ajudá-la a superar suas angústias. A trama, entretanto, não é contada com um tom “moral da história”, mas sim com uma sutileza que faz com que a personagem conquiste a simpatia e a compreensão do leitor mesmo quando toma atitudes egoístas.

As ilustrações ajudam neste processo. Os traços finos e as cores de aquarela (que até parecem ter sido pintadas diretamente na página do livro) exprimem com delicadeza as fragilidades da personagem. Tanto as palavras quanto os desenhos são da autoria de Odilon Moraes, premiado com este livro pela Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil.

Coisas legais
– As ilustrações têm algumas partes coloridas e outras não e, ainda sim, são muito expressivas
– Alguns objetos parecem realçar características da personagem. Por exemplo, no início ela está sempre segurando uma vela, o que torna mais expressivo um dos medos da Princesinha. Nos momentos em que ela está brincando ou se divertindo no rio ela também aparece sem a coroa habitual
– A história é simples e ao mesmo tempo tem uma sutileza interessante

Coisas chatas
– Não consigo encontrar nada…

A PRINCESINHA MEDROSA
Autor e ilustrador: Odilon Moraes
Editora Cosac Naify
48 páginas”

3 Comment

    yara

    eu amei esse livro e esse livro que uma criança presisa.

    16 nov 2012 | Responder

  1. Chapeuzinho Amarelo « Bússola de Livros
  2. Túnel do Tempo 2: ilustrações de Odilon Moraes — Bússola de Livros

Comente: